segunda-feira, 23 de julho de 2012

Trabalhando a criatividade no Maternal e Berçário!

Alguns trabalhos que podem ser feitos tanto com os bebês quanto com o maternal.








quarta-feira, 6 de abril de 2011

ENSINANDO CRIANÇAS DE LARES PROBLEMÁTICOS

Nenhum lar está isento de problemas. Porém, um número cada vez maior de famílias, em nossos dias são disfuncionais. As famílias entram às vezes em crise quando um dos pais falta, seja por causa de morte, suicídio, ou divórcio. Padrões destrutivos também são encontrados até mesmo nos lares em que os dois, pai e mãe, estão presentes. Alguns pais tão traumatizados por eventos penosos que viveram no passado que não conseguem satisfazer as necessidades dos filhos. É enorme o número de crianças obrigadas a viver em ambientes negativos devido irá crônica, negligência, ou outras formas de abuso.

Procure Entender a Percepção das Crianças de Lares com Problemas

As crianças de lares com problemas são muitas vezes perseguidas por sentimentos de medo ou desespero. Muitas sentem solidão e isolamento, pensando que seus problemas são únicos. Elas ficam confusas porque amam os pais, porém sentem-se geralmente impelidas pelo desejo de obter a aceitação dos pais – mesmo que essa seja impossível. Quando fracassam em suas tentativas de agradar, sua falsa culpa (sentir-se mal sobre o que pensam ter feito) se transforma em vergonha (sentir-se mal sobre quem pensam que são) e acabam convencidas de que não têm valor.

Fique Atento aos Sintomas das Crianças Magoadas

As crianças de lares com problemas aprendem três regras: NÃO CONFIE /NÃO SINTA /NÃO FALE. Muitas delas transferem essas regras para o relacionamento fora de casa. Embora muitos desses meninos e meninas vivam continuamente em um estado de negação, construindo mundos de fantasia para bloquear os seus problemas, outros podem torna-se calados, não se comunicando com naturalidade. Num grupo, essas crianças muitas vezes parecem desatentas ou retraídas. Elas talvez tenham dificuldade em prestar atenção ou não queiram participar das atividades. Algumas crianças magoadas podem demonstrar irá ou agressividade. Outras podem se agarrar ás pessoas ou bancar o palhaço, mostrando sua necessidade de aceitação e afeto ao solicitar atenção permanente – de maneira positiva ou negativa.

Ver imagem em tamanho grande

Um desafio enfrentando pelos que trabalham com crianças é discernir a razão do comportamento delas.. Precisamos de ajuda do Espírito Santo para descobrir quais as crianças cujos problemas exigem tratamento especial. Devemos lembrar que as necessidades de todas as crianças (de todo mundo, por sinal) são basicamente as mesmas. Todos precisam de respeito e atenção, incentivo e amor. O professor desempenha às vezes um papel vital como o único adulto capaz de ajudar crianças carentes, a ver o seu valor aos olhos de Deus.

Permita que Deus use Você para Satisfazer as Necessidades das Crianças Perturbadas.

1. Planeje sua aula de modo que Cristo seja o tema Central. Ao trabalhar com crianças necessitadas, compreenda que a melhor maneira de resolver os problemas delas é fazê-las conhecer a Deus, recebendo Jesus Cristo como Salvador e Senhor. Evangelize e discipule: apresente às crianças Aquele que irá acompanhá-las vida a fora para satisfazer cada necessidade.

2. Faça cada criança sentir-se bem-vinda e aceita. Neutralize os sentimentos de rejeição que as crianças possam ter, cumprimentando cada uma com um sorriso amigo, uma palavra amável, e a mão no ombro. Demonstre-lhes que você está contente com a presença delas. Trate cada uma com respeito. O amor de Deus por nós não se baseia em nossa aparência ou no que fazemos.

3. Torne sua classe um lugar seguro e estável. Para as crianças cuja situação familiar é caótica, um ambiente agradável e ordeiro, com certa rotina, pode ser um oásis. Peça ajuda de Deus para capacitá-lo a ser bem–humorado e mostrar amor.

4. Discipline adequadamente. Os lares com problemas são freqüentemente caracterizados por padrões de disciplina rígidos, inconsistentes ou permissivos. Estabeleça, explique e reforce regras simples para classe, com palavras bondosas, firmes e consistentes. Quando for necessária correção, critique o comportamento e não a criança. Deixe que esta saiba que você acredita que ela pode melhorar.

5. Ofereça um programa interessante e desafiador. As crianças com problemas dificilmente tem oportunidade de participar de divertimentos saudáveis. Procure envolve-las em atividades criativas que lhes irão estimular o crescimento. Ajude as crianças carentes a preencher os vazios em sua vida diária, sugerindo maneiras de passar as horas de lazer ou solidárias em atividades que agradem ao senhor. Ensine-as a escolher os amigos com sabedoria. Ajude-as a conhecer livros cristãos. Considere levá-las a passeios e excursões no campo.

6. Modele a vida cristã vitoriosa. Você pode ser o único adulto salvo na vida de uma criança necessitada. Deixe que os meninos e meninas vejam Cristo em você. Não tente dar ás crianças a falsa impressão de que você é perfeito; em vez disso, seja transparente. Quando apropriados, conte as dificuldades que enfrentou e explique as maneiras como foi ajudado por Deus durante as crises.

7. Ouça as crianças e incentive-as a falar. As crianças que passam por problemas quase sempre precisam expressar seus temores e preocupações. Fique à disposição delas e tome tempo para ouvi-las com atenção. Pergunte às crianças sobre os seus interesses e atividades. Enquanto falam, faça comentários positivos. Não force detalhes, mas mostre que se importa sinceramente. Ajude as crianças a pensarem positivamente sobre elas mesmas e a desenvolverem alvos para o futuro. Ganhe a confiança delas, mantendo em sigilo as informações recebidas delas.

8. Assegure e encoraje as crianças. Assegure as crianças do amor e aceitação de Deus. Conte a elas que Ele deseja perdoar e salvar. Ajude-as a compreender que não precisam sentir culpa quando outros agem errado (membros mais velhos da família ou vizinho). Faça elas se sentirem especiais e dignas, elogiando a sua resistência. Compartilhe Escrituras que falem dos planos especiais de Deus para a vida de cada criança (por exemplo, Jeremias 29.11).

9. Desenvolva confiança. Mostre às crianças, pelas reações consistentes e piedosas, que você é digno da confiança delas. Evite criticar as crianças ou os pais. Não desperte as defesas delas nem aumente o conflito que já sentem. Sentem que fizer uma promessa, não deixe de cumpri-la rapidamente.

10. Ensine às crianças versículos-chave aos quais possam recorrer. Os meninos e meninas em situações difíceis precisam saber o que é errado e como agir certo. Eles necessitam do consolo das promessas de Deus. Ajude-os a guardar no coração versículos que falem dos padrões de Deus e os assegure do Seu amor e proteção.

11. Ore com as crianças e pro elas. As crianças de lares com problemas muitas vezes se sentem engaioladas, solitárias e com medo. Ajude-as a compreender que Deus está sempre vigilante e atento. Encoraje-as a se voltarem para Ele quando precisarem de ajuda. Mostre sua preocupação sincera, ore pelas necessidades especificas das crianças.

Estabeleça uma Política para tratar dos Problemas Graves de abuso

Uma criança pode precisar de mais ajuda do que você pode dar. Prepare uma política-padrão para tratar dos casos de abuso severo. Se achar que uma criança está sendo fisicamente maltratada ou abusada sexualmente, é necessário notificar às autoridades. Consulte o seu supervisor ou Pastor. Ajude a criança a compreender que você tem a responsabilidade de protegê-la. Assegure-a do seu amor e apoio contínuos.


fonte amoremensinar.blogspot.com

Trabalhinhos de Páscoa!

Olá amados.

Nós que pertencemos a Cristo sabemos que o coelho nada tem a ver com a Páscoa, e isso deve ser trabalhado e explicado em sala de aula principalmente com os menorzinhos. Explicar o que realmente significa a páscoa, como ela surgiu e seu verdadeiro significado. Mas também não podemos tirar o encantamento que essa data traz as crianças, e dar uns chocolatinhos não há mal algum, abaixo estou disponibilizando algumas lembrancinhas de páscoa que podem ser entregues a eles recheados de docinhos. Com certeza ficarão muito felizes.

Beijos Tia Jaque


Com um pedaço de tnt,você vai embalar os ovinhos, balas e tudo que você for dar para as crianças de lembrancinhas. Faça o rostinho do coelho e cole no saquinho(amarrado com fita) Cole as patinhas ,os pés são presos num barbante e colado no tnt.



E mais estes....



segunda-feira, 2 de agosto de 2010

Reaproveitando o lixo...

Uma garrafa pet e alguns pedacinhos de Eva, foi o que usei para fazer este palhacinho simpático, pode ser usado como porta objetos, lápis ou que a imaginação mandar... Fica uma graça e ainda é ecologicamente correto já que reaproveitamos o que iria para o lixo...


Segue o molde




Postado por Tia Jaque

quinta-feira, 22 de julho de 2010

Ideias para Dia dos Pais. Parte III

Gincana Pais e Filhos
Segue um roteiro com sugestões de tarefas para a realização de uma gincana em comemoração ao dia dos pais. Cabe a cada instituição adaptar a sua realidade. Vale a pena oferecer às crianças uma tarde de puro prazer e diversão com seus pais. Caracterização das Equipes – pais e crianças devem ser separados em grupos por cores. Todos podem receber uma faixa de cabeça da cor de sua equipe.
Tarefa 1 – Criar e apresentar o "grito de guerra" da equipe – o melhor ganhará 10 pontos.
Tarefa 2 – A equipe que conseguir arrecadar a maior quantidade de alimentos não perecíveis ganhará 50 pontos.
OBS: Todos os alimentos devem ser doados a uma instituição de caridade.

Tarefa 3 – O pai que apresentar um número musical ou teatral (cantando, dançando ou dramatizando) ganhará 10 pontos.
Tarefa 4 – A equipe que fizer o maior número de pontos, numa cesta de basquete, no decorrer de 1 minuto, ganhará 10 pontos. Tarefa 5 – Corrida de Vassouras: Material Necessário: 1 cone ( para marcar o retorno ) e algumas vassouras, de preferência de palha de arroz. Cada equipe recebe 1 vassoura. Um dos alunos deverá sentar-se sobre a vassoura e segurar no cabo. O seu pai o puxará até dar a volta no cone e chegar à linha de partida (que também será a linha de chegada). Dê a largada para que inicie a corrida. Se algum, participante cair da vassoura, terá que voltar de onde caiu e seguir novamente. A dupla que chegar primeiro vence ganhando 10 pontos.
Tarefa 6 – A dupla (pai e filho) que fizer o melhor trabalho em argila ganha 10 pontos para sua equipe.

Tarefa 7 – Amarrar bexigas coloridas nas pernas de pais e filhos e ao som de uma música dançante os participantes enquanto dançam tentarão estourar as bexigas dos demais. A equipe que sobreviver ganhará 10 pontos.

Tarefa 8 – Fantasia-se as crianças com chapéus, óculos, cachecol, etc. Os pais com os olhos vendados terão que reconhecer quem é o seu filho. A equipe que tiver maior número de acertos ganhará 10 pontos.

Tarefa 9 – A equipe que levar o palhaço mais engraçado ganhará 10 pontos.
Tarefa 10 - Quem confeccionar juntamente com seu filho algo útil ou artístico feito com sucata ganhará 10 pontos. OBS: Pode ser realizada uma bela exposição! Idéia de presentinho:
Porta-Retrato Artesanal
- fotos das crianças com seus pais - capas antigas de CDs - Colas glíter (próprias para vidros ) nas cores preferidas.

Simples de fazer alem de ser um presente ecologicamente correto.

Pode-se, ainda, enviar um CD especial com gravação das vozes das crianças ou das canções prediletas dos pais.
As músicas devem ser escolhidas levando em conta os mais variados estilos (rock, sertanejo, pop, internacional, mpb, etc.), considerando os gostos diferenciados de cada pai e valorizando a multiplicidade cultural das famílias dos alunos.

"Neste dia, papai

Eu quero, de coração,

Dar-lhe um beijo e um abraço

Em sinal de gratidão.

Neste dia de agosto,

Com todo afeto e carinho,

Quero abraçar, com amor,

Meu querido papaizinho.

Ao papai de coração
Eu desejo ,neste dia
Muitos anos de existência

Saúde, paz e alegria!"

Ideias para Dia dos Pais. Parte II

Poesia

Você, professor, pode dar às crianças pequenas partes da poesia, para que cada uma ale uma parte dela. Assim todos poderão participar. Separe os presentinhos dos pais para que ao final da apresentação, as crianças possam entregar aos seus pais ou figuras paternas.

OI PAI
(Valter da Silva Costa) adaptado

Desde muito pequeno aprendi a copiar os seus gestos.
Seu jeito de andar, de sorrir, de falar, de dirigir...
Pequenas coisas do seu agir.
Aprendi suas frases, suas histórias, suas verdades.
Quem dera tivesse herdado suas qualidades...
Aprendi a obedecer, e vi o seu rosto de alegria com as minhas vitórias.
Mas vi também a compreensão e os conselhos quando tive derrotas.
Aprendi a te amar e a te compreender
Aprendi como é duro ser alguém como você é.
Aprendi que a sua presença é tudo o que eu poderia querer.
E por graça do nosso Deus ela estará sempre em mim.
Obrigado Senhor, por ter me concedido o meu pai!

Concurso Bíblico para os Pais

Essa dinâmica pode ser feita pelos professores em uma parte especial da programação de dia dos Pais. As crianças podem se sentar nos primeiros bancos, segurando os seus presentinhos, enquanto os professores fazem a dinâmica com todos os pais e figuras paternas presentes. Peça que alguém anote o nome do pai que responder primeiro à cada pergunta. Não se esqueça de anotar o nome de cada pai que responder.
Conte o resultado e veja o pai que mais respondeu as perguntas corretamente. Dê a ele um presentinho de Pai sábio, algo que realmente seja agradável. Ao final cada pai recebe um presentinho das crianças de suas respectivas classes.

Qual era o nome do Pai de Abraão ? R: Terá ( Gen. 11:26 )
Quem era filho de Harã, irmão de Abraão ? R: Ló ( Gen. 11:27 )
Qual era o nome do pai de Lia e Raquel ? R: Labão ( Gen. 29:16 )
Qual era o nome do pai de Moisés e Arão ? R: Anrão ( Ex. 6:20 )
Qual era o nome do pai de Anrão ? R: Coate ( Ex. 6:18 )
Qual era o nome do pia de Zípora ? R: Jetro ( Ex. 18:6 )
De quem eram filhos Gérson e Eliezér ? R: Moisés ( Ex. 18:3 e 4 )
Qual era o nome do pai de Josué ? R: Num ( Josué 1:1 )
Qual era o nome do pai de Gideão ? R: Joás ( Juízes 8:32 )
Quem era o pai de Malom e Quiliom ? R: Elimeleque ( Rute 1:2 )
Qual era o nome do pai de Boaz ? R: Salmom ( Rute 4:21 )
Qual era o nome do filho e do neto de Obede ? R: Jessé e Davi ( Rute 4:22 )
Qual era o nome do pai de Elcana ? R: Jeroão ( I Sam. 1:1 )
Qual era o nome do pai de Saul ? R: Quis ( I Sam. 9:1 e 2 )
Qual era o nome do pai de Mical ? R: Saul ( II Sam. 6:20 )
Qual era o nome do filho de Jonatas que era aleijado ? R: Mefibosete ( II Sam.
9:6 )
Qual era o nome do filho de Nebate ? R: Jeroboão ( I Reis 11:26 )
Qual era o nome do pai de Eliseu ? R: Safate ( I Reis 19:19 )
Qual era o nome do pai de Jeú ? Josafá ( II Reis 9:2 )
Quem era o filho de Hilquias ? R: Profeta Jeremias ( Jer. 1:1 )
Quem era o filho de Buzi ? R: Ezequiel ( Ezeq. 1:3 )
Qual era o nome do pai de Oséias ? R: Beeri ( Oséias 1:1 )
Qual era o nome do pai de Joel ? R: Petuel ( Joel 1:1 )
Qual era o nome do pai de Jonas ? R: Amitai ( Jonas 1:1 )
Qual era o nome do pai de Sofonias ? R: Cusi ( Sofonias 1:1 )
Qual era o nome do filho de Berequias ? R: Zacarias ( Zacarias 1:1 )
Qual era o nome do pai de Berequias ? Ido ( Zacarias 1:1 )
Qual era o nome do pai de José, marido de Maria ? R: Jacó ( Mateus 1:16 )
Qual era o nome do pai de João Batista ? R: Zacarias ( Lucas 1:13 )
Qual era o nome do pai de Quileabe ? R: Davi ( II Sam. 3: 2 e 3 )
Qual era o nome do filho primogênito de Davi ? R: Amnom ( II Sam. 3:2 )
Qual era o nome do filho de Abias ? R: Asa ( II Cron. 14:1 )
Qual era o nome do filho de Roboão ? R: Abias ( II Cron 12:16 )
Qual era o nome do pai de Acabe ? R: Onri ( I Reis 16: 29 )
Qual era o nome do filho de Jeroboão, que reinou em Israel ? R: Nadabe (I Re.15: 25).
Qual era o nome do pai de Neemias ? R: Hacalias ( Neemias 1:1 )
Qual era o nome do pai de Esdras ? R: Seraías ( Esdras 7:1 )
Qual era o nome do tio que criou Ester como filha ? R: Mordecai ( Ester 2:5 e 6)
Quem era pai de Rúben, Simeão, Levi, Judá, Issacar, Zebulom, Dã, José, Benjamim,
aftali, Gade e Asser ? R: Israel ( I Cron. 2:1 )
Quem era pai de Nebaiote, Quedar, Adbeel, Mibsão, Misma, Duma, Massa, Hadade, Temá, Jetur, Nafis e Quedemá ? R: Ismael ( I Cron. 1: 28-31 )

Idéias para Dia Dos Pais . Parte I

Caça ao Tesouro


Os pais (ou figuras paternas) saem pela igreja, ou salão amplo ou até quintal de algum local apropriado, com bastante espaço à procura do tesouro. Devem partir ao sinal e procurar cada um o seu tesouro e suas pistas.


Esconda os tesouros em caixinhas, cada um em um local diferente.


Ler:


“Em um lugar, encontra-se um tesouro à sua espera para ser descoberto”.

Não está escondido dentro de um baú ou esconderijo secreto.

É um tesouro que está à vista de todos.

Mas, só o vê quem quer...

“A tua missão é descobrir este valioso tesouro transformando-se, para isso num investigador de elite.”

Dê aos pais um papel com a primeira tarefa e deixe que procurem o resto:


1ª tarefa: Este lugar está ocupado por uma perita do lar, especializada em marido e filhos. Sob ela está o que precisam. (buscar uma senhora com avental que está com a pista)

2ª tarefa: Recipiente onde se guarda essência usada para perfumar o corpo. (Frasco de perfume) Estará em meio a flores.

3ª tarefa: Livro que Deus mandou para nos revelar a Sua vontade (Bíblia). Estará dentro do templo ou com um diácono.

4ª tarefa: És o elemento da vida, és essencial para a existência da vida na Terra e Jesus disse que Ele era a .... Da vida. (Água em um copo)... Estará na cantina em um copo.

5ª tarefa: Da semente brota a vida! O verde que tanto precisa ser preservado (uma árvore perto ou uma plantinha visível) Estará numa árvore ou em uma planta.

6ª tarefa: Quando cantamos ou falamos ele ajuda a aumentar a intensidade da voz. Os cantores costumam usar muito para apresentar suas canções (microfone). Estará com o rapaz responsável pelo som.


O rapaz do som entrega o tesouro:


Você conseguiu chegar ao fim da caça ao tesouro, ele sempre esteve diante dos teus olhos. Ás vezes, isso acontece: passamos por algo de grande valor e beleza e nem sequer percebemos.


O tesouro será uma foto do filho em um porta-retrato com a frase:

"Do ventre para o mundo. Obrigado PAI pelo dom da vida, hoje todo meu amor pertence a ti."

segunda-feira, 12 de julho de 2010

Teatro para apresentar aos seus alunos!

Esse teatro é bem interessantte, ensina as crianças algumas verdades de uma forma divertida.
É bom as profes se reunirem e ensaiarem para apresentar para as crianças em um dia descontraido, como uma festinha infantil.

AMIGO DE DEUS

Personagens:

Aninha, Carol, Pedrinho, Carlinhos, Mariazinha, Mentira, TV, Vídeo-Game

Música: Amigo de Deus – CD DT Crianças

Aninha entra sozinha dialogando com as crianças.

Aninha: Oi criançada, hoje nós vamos aprender o que é ser amigo de Deus. Eu sou amiga de Deus, mas infelizmente existem uns amiguinhos meus que não são, eu vou mostrar pra vocês o que é não ser amigo de Deus.

Carol (falando com as crianças): Ai, ai, ai, criançada, eu quebrei o vaso da mamãe, e ela falou pra eu não mexer, e eu mexi e o vaso fez PLAFT no chão, e aí eu quebrei. O que, que eu faço??

Aninha: Oi minha amiguinha, eu vou te ajudar.

Entra Mentira

Mentira: Calma, calma que eu cheguei, eu vou resolver este problema

Aninha: Ah é ? E como ?

Mentira: Simples, se ela mentir para a mãe dela, resolve o problema.

Aninha: Mentir ? Criançada mentir é de Deus ??

Carol: É sim dona Mentira, você não é de Deus, e quem é amigo de Deus é inimigo do mal. Vamos cantar aquela nossa musiquinha Aninha?

Aninha: Vamos

Elas cantam Amigo de Deus

A Mentira sai de cabisbaixa

Carol: Eu não vou mentir para a minha mamãe.

Aninha: Deus está muito feliz com você, vai pra casa e conta para a sua mãe, ela vai ficar feliz em saber que tem uma filha que só fala a verdade.

Carol sai

Entra Pedrinho

Pedrinho: Oi Aninha, eu tô tão triste.

Aninha: Por quê ?

Pedrinho: Porque eu queria comprar um tênis que vem um carrinho junto que eu vi na televisão, e o meu pai não quer me dar.

Aninha : Mas o seu tênis tá novo ainda, você não precisa de outro.

Pedrinho: Eu também queria um brinquedo que eu vi na tv, é um super-avião, e ele também não quer me dar.

Ah, e tem mais, eu também queria assistir o desenho dos Monstros da Noite e ele não deixa

TV entrando

Aninha: Pedrinho quanta coisa, você não pode querer comprar tudo que você vê na televisão, seu papai não pode comprar tudo, ele precisa comprar comida, roupas pra vocês. E além do mais, estes desenhos, fazem só mal, eles fazem vocês terem pesadelos a noite, e aí vocês ficam sem sono. Deus não gosta disso.

TV: Olá criançada eu sou a Televisão, vocês gostam muito de mim né ??

Aninha: É mas você tem ensinado muita coisa ruim para nós crianças.

TV: Pedrinho, cara, você tem que saber pedir para o seu pai,insista bastante, e diga pra ele que aqueles bichos que aparecem na tv não são tão ruins assim não.

Pedrinho: É sim, a Aninha tem razão, eu tenho pesadelo quando eu assisto bichos na tv, e a partir de hoje eu não vou mais assistir. E não vou mais desobedecer o meu papai pedindo as coisas que assisto em você. Eu vou ser amigo de Deus e inimigo do mal. Vai embora. Tchau.

Eles cantam ; “O Amigo de deus é inimigo do mal...”

Aninha: Pedrinho, vai pra casa e conta para o seu pai, que você entende que ele não pode comprar tudo que você quer, e que você vai ser obediente à ele.

Pedrinho sai

Carlinhos entra brincando com uma espada, como se estivesse lutando violentamente.

Aninha: Credo ! Que é isso Carlinhos ?

Carlinhos: Oi Aninha, é que eu estou brincando de lutinha ...eu sou bom nisso... vou ser igual ao meu herói do vídeo-game, ele pega todos, ele é o maior, o mais forte,ele até mata, você sabia ?

Aninha: Por que que você quer ser igual ao seu herói do vídeo-game ?

Carlinhos: Porque eu aprendi muito com ele, na escola nenhum coleguinha briga comigo, eu bato em todos eles.

Entra Vídeo-Game

Vídeo-game: Aí companheiro, beleza? Este aí é meu fã, ele não me larga.

Aninha: Ah é, mas saiba que tem jogos que você mostra coisas horríveis, você ensina, as crianças a baterem com os seus jogos de lutas, e tem muito bicho feio também.

O Carlinhos, nunca quis bater em ninguém, ele era calmo, um amigo que todos gostavam. Agora ele tá perdendo os amigos da escola, porque aprendeu com você a ser ruim, e querer a bater nos amigos.

Carlinhos: Eu não sou mais bonzinho? E eu tô perdendo todos os meus amiguinhos ?

Aninha: Não Carlinhos, assim, vc não é. Vc quer bater em todo mundo. Assim, até eu não vou ser mais a sua amiga, e Deus está muito triste com você.

Carlinhos: Que vergonha, eu quero voltar a ser bonzinho, e deixar Deus bem feliz comigo, e ter vários amiguinhos.

Aninha: Então vamos jogar fora os jogos de bichos feios e de lutas ?

Carlinhos: Vamos !! Eu quero ser amigo de Deus e inimigo do mal. Tchau seu Vídeo-Game, sai daqui.

Vídeo-Game sai

Aninha: Então você sabe o que deve fazer, vai pra casa e fale pra mamãe que você não quer mais os jogos de bichos feios e de lutas.

Carlinhos sai

Aninha falando com as crianças: Ufa ! Viu criançada, para sermos amigos de deus temos que ser inimigo do ??... mal. Não podemos mentir nem para o papai, nem para a mamãe, e nem para ninguém. Não podemos imitar as coisas que vemos na televisão, não podemos assistir aqueles bichos feios que aparece na tv né ? E o vídeo-game, quem gosta aqui ? É, mas tem muito jogo que ensina coisas erradas, lá aparece muitos bichos feios, de chifres,com olhos grandes e deixa a gente com medo a noite né ? E tem aqueles de luta que ensina a gente a ficar mais brava com as pessoas, e aí a gente sai querendo bater em todo mundo achando que é bonito. E isto não é verdade. Então vamos todos ser amigos de Deus, certo ?

Volta Carol

Carol: Aninha, Aninha

Aninha: O que foi ?

Carol: Minha mãe ta muito feliz comigo, ela brigou comigo porque eu desobedeci ela, mas ela ficou feliz porque eu contei a verdade.

Pedrinho entrando:

Pedrinho: Aninha, meu pai ficou muito feliz, ele disse que eu sou um filho que dá muito orgulho.

Carlinhos: Pronto Aninha, joguei tudo fora, e a mamãe gostou, ela disse q assim eu vou ter mais amigos e q não vou mais ter pesadelos.

Aninha: Amiguinhos então vamos comemorar e cantar uma música de Deus ?

Todos: Vamos

Entra Mariazinha cantando

Mariazinha: Baba baby, baba, éguinha pocotó, pocotó....

Todos correm pra calar a boca dela.

Aninha: Mariazinha, que coisa feia que você está cantando, uma música que não é de Deus.

Mariazinha: Mas era só um pouquinho, e todo mundo canta...

Aninha: Mas não pode. Você sabia que Deus nos criou para cantarmos apenas músicas d'Ele e somente pra Ele ?

Mariazinha: Meu Deus, me perdoe! (com olhos fechados) . Então me ensina a cantar uma música de Deus ?

Aninha: Vamos ensiná-la turma?

Todos: vamos !




Dicas para trabalhar com crianças pequenas. Parte III


Faixa Etária: 4 à 6 anos de idade:

Aqui procuraremos dar sugestões práticas para seu trabalho; agora para criança de 4 a 6 anos de idade. Trabalhar com esses pequeninos(as) pode ser muito prazeroso. Basta "arregaçar as mangas", informar-se, preparar-se, preparar o material necessário e deixar que a direção de Deus atue e a imaginação voe! Não tenha medo de usar sua criatividade e experimentar coisas novas.

Nesta idade de 4 a 6 anos, as crianças já possuem um pouco de concentração, mas precisam expandir sua potencialidade. Por isso devemos proporcionar um ambiente e atividades agradáveis e favoráveis a esse desenvolvimento. Aqui estão algumas sugestões:

1 - ARRUMANDO NOSSO "NINHO":

Utilize trabalhos em grupo para ornamentar a sala. Procure ter algumas prateleiras para colocar brinquedos coloridos, caixas com livros de histórias, revistas, etc. As caixas deverão ser encapadas da forma mais alegre possível. Nesta faixa etária eles já produzem bastante. Por isso, aproveite essa disposição e faça exposição dos trabalhos ao final de cada unidade.

2 - REUNINDO NOSSA ARTE:

Você poderá comprar ou confeccionar pastas ou envelopes onde semanalmente as crianças guardarão seus trabalhinhos. Assim, ao final da unidade, todos poderão levar para casa as lições que estudaram na Escola Bíblica.

Não se esqueça:

- Coloque nome, data e título em cada trabalho, correspondendo a cada lição;

- Deixe que a criança ornamente seu envelope com um desenho livre, colagem ou pintura;

- Coloque também no envelope, em destaque, o nome da classe, da criança e das professoras;

- Os envelopes ou pastas podem ser confeccionados em papel pardo, cartolina, folha de computador, etc.

3 - MÚSICA:

A música é algo fabuloso! A criança gosta muito de cantar e fazer gestos. Por isso, selecione cânticos simples, bem ritmados, com linguagem de fácil compreensão e que esteja dentro da realidade da criança. Use bastante expressão corporal.

Não devemos utilizar cânticos com simbologia complicada pois ela está na fase do concreto. Examine as mensagens que estão contidas nas canções para que não escape algum conceito contrário à nossa fé, como por exemplo, idéias racistas, culto ao individualismo, teologias e doutrinas que ferem nossa fé e prática cristãs.

4 - SUCATA:

Sucata é material fácil de ser adquirido e muito rico e próprio para diversas criações. Você deve criar um estoque desses materiais. Junte rolinhos de papel higiênico, chapinhas de refrigerante, forminhas de doce, papéis de balas, caixas de sapato, de gelatina, de ovos... A partir daí você pode criar junto com as crianças: monte bonecos, árvores, casas, flores,...

5 - HISTÓRIAS:

Quem não gosta de ouvir histórias? Criança também! Criança gosta muito de ouvir boas histórias. Muitas vezes pede bis!

Contar histórias é uma arte! O contador de histórias precisa se aprimorar a cada dia nessa arte! Contar histórias não é mostrar gravuras e ler um texto. É se transportar para aquele acontecimento e vivenciar passo a passo essa maravilhosa experiência!

Observações: Para contar a história você pode utilizar:

a) Dramatização - Faça uma campanha e arrecade objetos da vida diária: chapéus, sapatos, casacos, gravatas, bolsas, guarda-chuva,...

b) Fantoches - de todos os tipos (de vara, de dedo, feito com meia, grandes, pequenos)...

c) Gravuras

d) Sonoplastia (separe antecipadamente objetos que farão sons específicos, de acordo com o texto: chapinha, moeda, sapato, buzinas, apitos)...

e) Você precisa lembrar sempre que história é coisa séria e também uma gostosa brincadeira. É preciso criar vozes para os personagens...

6 - COLAGEM:

Você pode usar os mais diversos tipos de material para essa atividade:

- Jornal, papel glacê, celofane, cartolina, papel ofício, crepom...

- Areia colorida (basta colocar anilina colorida na areia e depois colocar para secar)

- Barbante (para colorir, basta colocar anilina com álcool)

- Cortiça, lã, etc.

7 - DESENHO/COLORIDO:

Criança gosta muito de desenhar. Por isso tenha sempre papel, lápis cera, lápis de cor, etc. Entretanto, não "sature" a criança com esta atividade. Às vezes por comodismo ou na falta de outras idéias e atividades, tornamos a repetir inúmeras vezes essa atividade que não nos dá muito trabalho. Assim, a atividade do dia acaba sendo sempre desenho livre e pintura. É importante proporcionar às crianças outros tipos de atividades, outras experiências.

Com 5 e 6 anos, as crianças já podem manusear tesouras (sem ponta), uma atividade interessante nesta fase é montar painéis e cartazes (elas podem desenhar e colorir numa folha e depois recortar para montar um painel conjunto ou procurar gravuras em revistas ligadas ao tema estudado, etc).

Você também pode utilizar giz molhado para desenho. Assim, o desenho não se apagará futuramente.

8 - PINTURA:

Pode ser feita com guache, com cola colorida, etc... Pode-se utilizar as técnicas de pintura a dedo, com pincel, pintura no corpo (mão, pé), etc.

Observação: Como fazer cola colorida? Basta colocar anilina na cola branca, sacudir e já está pronta para ser utilizada. E caso não tenha pincel, improvise: você pode utilizar cotonetes ou amarrar um chumaço de algodão no palito de churrasco.

9 - JOGOS:

Proporcione jogos para as crianças. Você mesma(o) pode confeccionar: O quebra-cabeça, por exemplo: selecione um desenho simples, de revista ou desenhado à mão livre, cole na cartolina e recorte em peças graúdas. Guarde em caixinhas de gelatina (encapadas) para não perder as peças.

Faça uma campanha na Igreja e restaure os brinquedos e jogos que estiverem necessitando de conserto. Ou adquira novos jogos.

10 - PASSEIOS:

O passeio pode ser mais que um momento de lazer, pode ser momento de descoberta! Organize um passeio com sua turma. Monte uma equipe responsável que poderá lhe auxiliar.

Veja o local e o transporte com antecedência e não esqueça de levar: água, lanche, brinquedos (bolas, cordas de pular, raquetes, etc), caixinha de primeiros socorros, violão, muita disposição e alegria...

11 - CRIANÇA GOSTA DE AJUDAR:

Nesta faixa etária as crianças gostam muito de cooperar. Escolha uma ou duas crianças para serem seus ajudantes. Seria bom que você fizesse um cartaz para fixar os nomes dos(as) ajudantes.

Não se esqueça: brinque com seus alunos(as). Envolva-se com eles(as) não só durante a lição, mas crie um laço de amizade e companheirismo.


Fonte:www.montesiao.pro.br


Antes da Aula - Depois da Aula

ANTES DA AULA:

É muito importante que o professor(a) chegue no mínimo com 20 minutos de antecedência. Se o encontro da Escola Bíblica, por exemplo, começa às 9h, ele(a) deverá estar na sala já às 8:40h para preparar o material e receber as crianças. É desrespeito para com as crianças, desleixo com a obra de Deus e pedagogicamente improdutivo (é uma coisa negativa) o professor(a) que não se prepara com antecedência e que vive chegando atrasado(a).


DEPOIS DA AULA:

Depois das brincadeiras, jogos, lição e das tarefas terminadas ainda há muito trabalho! Coloque a garotada para ajudar. Procure uma música sobre ajuda e incentive para que todos cooperem. Eles gostam de arrumar e guardar o material junto com a professor(a). Arrumar a sala deve fazer parte da educação das nossas crianças e deve ser também uma atividade agradável para a criança.

Fonte:www.montesiao.pro.br